H4: Casar ou comprar uma bicicleta?

H4: Casar ou comprar uma bicicleta?

Muitas de nós vieram para os EUA sob o visto H4. Como algumas pessoas brincam: tivemos realmente que escolher entre amor e carreira. É claro que estávamos ciente dessa situação, mas não sabiamos o quanto não poder trabalhar nos afetaria, não é mesmo?

“H-1B holder”, ou seja, profissionais capacitados contratados para trabalhar temporariamente nos EUA, podem trazer parentes imediatos (cônjuge & filhos menores de 21 anos) sob a categoria H4. Uma pessoa sob esse visto pode permanecer nos EUA enquanto o visto do H-1B esteja válido, mas não pode trabalhar, ganhar dinheiro e nem obter um Social Security Number.

Nos últimos anos, a cota de H-1B tem sido atingida rapidamente. Ou seja, 85,000 profissionais altamente qualificados, em sua maioria engenheiros e cientistas da informação são aceitos no mercado americano. Muito deles não vem sozinhos, e trazem além da bagagem, sua família… Ou seja, nós 🙂 – a maioria dos vistos concedidos são para homens, o que resulta em uma grande volume de mulheres com visto H4.

Vale lembrar que com o visto H-4 você pode estudar e tirar sua carteira de motorista. Então, nossa sugestão, é para você aproveitar esse momento para fazer trabalhos voluntários, aprender alguma coisa nova, estudar aquilo que você sempre quis. E saiba que você não está sozinha!

Tá sabendo da nova  nova norma que permite que “as H4” possam trabalhar? Como funciona?

Então… quando li as primeiras notícias sob o assunto lá em 2014, meu coração até palpitou de tanta esperança. O ponto é que essa nova norma é bem específica. Ela vale somente para cônjuges de H-1B que estão aqui há mais de 6 anos e conseguiram sua extensão para morar e trabalhar legalmente aqui. Ou também, para aqueles que já estão num estado mais avançado do processo de aplicação para o Green Card.

Num primeiro momento eu não entendi que benefício a lei traria. Afinal, quando meu marido deu entrada para o Green Card, após alguns meses eu recebi meu tão sonhado EAD (Employment Authorization Document). E foi ai que descobri que cada nacionalidade tem a sua cota. E para alguns países, a cota de processamento é atingida rapidamente, deixando muitas aplicaçõess numa enorme fila (backlog). Hoje, a lei beneficia principalmente indianos e chineses. Já que a cota do Brasil não é atingida com facilidade – não tendo backlog.

Não vamos tirar o mérito dessa nova norma, claramente é um avanço, mas a “luta” continua. E agora é torcer e continuarmos ligadas para que muito em breve o”H4 holder” possa também dar entrada para o Work Permit. E assim, nosso status por aqui passe de esposa para “faço o que eu quiser”.

 

Artigos relacionados

The following two tabs change content below.

Angela Teodoro

Santista de coração e cidade. Vivendo o "California Dream" desde 2011. Foi advogada em sua vida passada e hoje se aventura na área de Marketing e Comunicação. “Nerd desde criancinha”, está sempre conectada e conectando.

Latest posts by Angela Teodoro (see all)

FB Comments

comments

2018-07-30T20:07:20+00:00

About the Author:

Santista de coração e cidade. Vivendo o "California Dream" desde 2011. Foi advogada em sua vida passada e hoje se aventura na área de Marketing e Comunicação. “Nerd desde criancinha”, está sempre conectada e conectando.

4 Comments

  1. […] seja por não ser residente no país ou por restrições do visto obtido –como exemplo o H4 –, consegue obter umIndividual Taxpayer Identification Number (ITIN). Ao fazer a declaração […]

  2. […] adotar novas ambições. Voltar a estudar pode fazer parte dessa nova vida, principalmente quando a situação de visto impede a entrada no mercado de trabalho. A Bay Area conta com uma boa quantidade de instituições […]

  3. Cristiane Domingues September 8, 2015 at 7:33 am - Reply

    Angela, adorei a matéria, parabéns. Você sabe se existe alguma chance de se ter o visto H4 recusado? Abs

    • Angela September 11, 2015 at 5:25 pm - Reply

      Oi Cristiane, tudo bem?
      Acho que se o H1B já foi aprovado, as chances são baixas. O h4 só tem que comprovar a dependencia/relação com o h1b.

      Angela.

Leave A Comment