Mãe também é filha

Mãe também é filha

Fevereiro de 2014, foi quando um portal se abriu e eu comecei a viver uma nova vida, literalmente. Passei da categoria de Casada/Sem Filhos/Trabalhando/Curtindo Adoidado para Casada/Com Filho/Do Lar/Cansada pra C@…ramba.

Mae-filha_featuredEstou aprendendo na prática o significado de ser Mãe, dona de casa, esposa, tudo isso vivendo em um outro país, distante daqueles que poderiam estar dando uma super força não só “braçal”, mas principalmente emocional. Por outro lado, essa tem sido uma experiência transformadora na qual venho descobrindo o quão fortes e poderosas nos transformamos após a maternidade, principalmente sem uma equipe de apoio (também conhecidas como titias, vovós, diaristas, babás e escolinhas que dão até banho, wow!)

Mas hoje, prestando atenção nas pequenas coisas que fiz com tanto amor pela minha pequena, me deu uma vontade de ter alguém aqui do lado, fazendo exatamente o mesmo por mim. De apenas ser filha. Da minha Mãe.

Logo cedinho tomar meu café da manhã, sentada, deliciando a costumeira vitamina de abacate feita com tanto carinho, e se não agradasse, algo seria providenciado rapidinho para substituir. Depois dar um passeio na pracinha para tomar um ar puro e curtir esse dia lindo que está fazendo. Chegamos em casa – tomar uma água, frutinha cortadinha na mão para enganar o estômago. Hum, cheirinho de alho e cebola refogados. Desliga a TV, chegou a hora do almoço! Comidinha caseira com aquele “Sazon” da mamãe. Eba, hora de brincar! Gargalhadas e beijinhos, ixi levou um tombo! Como é bom esse abraço apertado, algumas palavras de carinho ao pé do ouvido para dar aquele ânimo e segurança; parar de chorar e começar de novo. Pronto, passou! Levanta que você já está pronta para outra, menina!

Nossa, como nós também precisamos disso…

Para aquelas que são abençoadas em ter suas mães ainda nessa plano, mesmo que separadas por muitas milhas de distância, o jeito é esperar a próxima visita para aproveitar esse colinho. Enquanto esse encontro não acontece, lembre-se que não estamos sozinhas, não. Temos umas às outras, oras! Somos companheiras, tripulantes do mesmo barco. Um salve aos playdates que valem por sessões de análise, aos Cafés com Abraço, Mamães Brasil, Brasileiras do Vale entre outros vários grupos que nos acolheram e se transformaram no nosso porto seguro por essas terras longínquas.

Somos mulheres corajosas, desbravadoras. Trabalhadoras que se doam todos os dias aos seus filhos, seu lar, seu trabalho e quando dá tempo tomam banho e correm pra fazer um xixi. A todas essas mulheres, desejo não somente um Feliz Dia das Mães. Do fundo do coração, digo: Sejam Felizes Mães!

 

The following two tabs change content below.

bgomide

Latest posts by bgomide (see all)

FB Comments

comments

2017-07-18T06:56:46+00:00

About the Author:

Leave A Comment