Amigas do Vale

Amigas do Vale

Guest post: Patricia QueirozAmigasdoVale_featured

____________________________

Amigas do Vale

Existem pessoas que passam por nossas vidas e deixam marcas eternas, nos transformam.

Quando a minha mãe veio me visitar pela primeira vez, fazia só 5 meses que eu tinha me mudado pra cá e, apesar do pouco tempo, eu nem imaginava o quanto sentia falta do “colo de mãe”. Passeamos, rimos, conversamos, comemoramos, vivemos! No final, nos despedimos. Ela passou pelo “raio x” e eu, sorrindo, dei tchau.

E fiquei lá… Não conseguia ir embora. Sentei em uma cadeira em um cantinho do aeroporto e chorei, chorei, chorei. Sabia o quanto aquela cena era dramática, mas eu não conseguia parar. Aí uma mulher que eu não conhecia sentou do meu lado e disse que tudo ficaria bem. Me abraçou forte e falou que o que eu estava sentindo era muito “sweet”.

A Lígia é esse abraço. É o abraço do “vai ficar tudo bem”. Nos conhecemos por meio do Brasileiras do Vale e agradeço muito por isso. Todas sabemos que o BV é um lugar incrível de apoio, trocas, dicas e conselhos, mas, pra mim particularmente, essa plataforma vai além disso. Ela traz um conforto enorme e faz eu me sentir pelo menos um pouco mais “perto de casa”. Além de, claro, permitir que eu conheça pessoas que com certeza já deixaram marcas para vida toda e, sem dúvidas, uma delas é a Lígia.

Apesar de a conhecer há apenas 3 meses, já sinto liberdade em chamá-la de amiga. Ela é uma pessoa que procura, de verdade, ser o melhor que ela pode ser e tenta, de certa forma, “aflorar” isso nos outros. Certa vez, conversando comigo ela me explicou que todos temos uma carga de preconceito e intolerância e que era importante reconhecermos isso para lutarmos contra e aceitarmos melhor o outro. Desde que a conheci tenho revisto melhor os meus conceitos e tentado ser uma pessoa melhor. Há quem diga que ela é uma pessoa polêmica. Eu fico bem feliz que existam pessoas que não deixam discursos discriminatórios passarem impune, porque cria-se pelo menos a oportunidade da outra pessoa reconhecer o erro e procurar ser melhor.

Mas a minha amiga Lígia é muito mais que isso. Ela ouve e aconselha. Ela fala bobagem e é muito engraçada. Ela tem o dom de ensinar, entre outras coisas, português e espanhol. Ela adora tirar fotos e vê beleza onde quase ninguém vê. Ela fala verdades e respeita a sua opinião. Ela me apresentou pessoas incríveis como a Angela, a Jessica e a Roberta. E ela é uma das pessoas que fazem eu me sentir menos só nesse Vale.

Egoistamente, queria ela aqui pra sempre. Não só por mim, porque tem pessoas que a conhecem há muito mais tempo e sei que também sentirão saudades (mas confesso que penso mais em mim e na minha saudade). Racionalmente, vejo que faz muito sentido uma pessoa assim ir viver em outros lugares, deixar a sua marca pelo mundo. Como alguém comentou no Facebook dela, “tchaus” vêm seguidos de “ois”. Ela tem muita sorte de poder ir morar em Paris. Mas Paris… Ah! Que sorte de Paris, que agora tem a Lígia morando lá!

Au revoir, Lígia!

The following two tabs change content below.

BRAVE - Brasileiras do Vale

Integrar a mulher brasileira imigrante e fortalecer a comunidade brasileira feminina no exterior.

Latest posts by BRAVE - Brasileiras do Vale (see all)

FB Comments

comments

2017-07-18T06:41:25+00:00

About the Author:

Integrar a mulher brasileira imigrante e fortalecer a comunidade brasileira feminina no exterior.

Leave A Comment