Ah! Se eu soubesse…

Ah! Se eu soubesse…

por Rebeca Gelencser

ahse_featuredAh! Se eu soubesse, eu teria feito tal curso, tirado tal certificado, focado em tal diploma, etc…

Se você está se mudando ou quer se mudar para o Vale do Silício, existe um número de coisas que você pode fazer para ganhar tempo e se preparar para o agressivo mercado de trabalho local –  antes mesmo de chegar aqui.

Eu sou  a Rebeca, brasileira e com experiência em Recursos Humanos e Recrutamento. Eu já trabalhei e estudei na Europa e nos EUA, e aqui cito algumas dicas. Neste artigo o foco será os profissionais de Ciências Sociais, Direito, Marketing, Administração, Design e áreas afins.

Se você já fala inglês, você pode fazer:

Cursos online em Universidades Americanas de renome. Existe uma seleção diversa de cursos para todas as áreas acima mencionadas. Confira o link do Veduca.

aa-woman-on-computerEu, pessoalmente, recomendo os cursos de extensão da Berkeley e da Stanford. Muitos cursos podem ser feitos online e vão te capacitar para usar ferramentas que você talvez não tenha o hábito de usar (ex: LinkedIn, Google apps, Twitter, etc) e que são bastante populares no mercado de trabalho do Vale do Silício. Os cursos online também darão mais visibilidade para o seu currículo (“resumé”). Ter o nome de uma instituição americana no seu resumé é fundamental e chamará mais a atenção dos recrutadores.

Para os profissionais da área de Direito, será preciso fazer uma reciclagem completa ou se reinventar em uma nova carreira, como Marketing ou Gerenciamento de Projetos, por exemplo. Nesse caso, um curso online não será o suficiente. A UC Berkeley oferece cursos de especialização na área de Marketing, Business e RH, dentre outros. São cursos presenciais e noturnos (ou de finais de semana) e justamente focados no profissional que quer mudar de carreira ou se reinserir no mercado de trabalho.

Para os profissionais de Design, Moda e  artistas em geral, eu recomendo a Fashion Institute of Design and Merchandising (FIDM) ou a Fashion Institute of Technology (FIT). Ambas instituições oferecem cursos online e presenciais.

Uma boa entrada no mercado de trabalho de San Francisco é por meio das lojas da GAP, Banana Republic e Old Navy (todas fazem parte da Companhia GAP). Se você se formou no Brasil e não tem experiência de trabalho, mas fala inglês e sabe mexer com Excel, você pode se candidatar para trabalhar nos escritórios ou lojas da GAP e em poucos anos poderá gerenciar um departamento/escritório inteiro! A GAP é uma marca San Franciscana, de porte enorme e oferece muitas oportunidades para quem não tem medo de trabalhar.

closetO ritmo é puxado, mas você recebe bons benefícios, incluindo descontos nas lojas da marca. “Merchandising” ou “Inventory” não são áreas muito em vogue no Brasil, mas nos EUA existem ótimas oportunidades de trabalho nessas áreas e são muito bem pagas.

O importante é colocar um empregador americano no seu currículo e a GAP é bastante respeitada por formar grandes líderes e por ter nascido no Vale do Silício. Não podemos descartar nenhuma possibilidade quando não se tem experiência de trabalho no exterior.

A Apple também recruta pessoas de diversas áreas de especialização para trabalhar em suas lojas. Pode não ser o emprego dos seus sonhos, mas se você fizer um bom trabalho, você vai se destacar e terá preferência na hora que vagas internas surgirem. Sem contar os benefícios dos quais você desfruta por ser empregado da Apple, como participação nas ações/títulos da empresa.

Bank of America e outros bancos americanos oferecem empregos de atendimento ao cliente para pessoas com pouco experiência profissional. Os horário são bastante convenientes e eles são tolerantes com pessoas que não possuem um inglês fluente.

Você precisa estar aberto para essas oportunidades se você tem pouca visibilidade no mercado de trabalho e precisa se manter financeiramente enquanto estuda para mudar de carreira.

work-at-home-mom-550x366Se você não tem condições de trabalhar fora de casa porque está cuidando dos filhos, você pode focar em consultoria. A Appen oferece empregos para pessoas que sabem trabalhar com o Facebook. O salário não é grande, mas permite trabalhar de casa e você acaba acumulando experiência na área de “social media”.

Eu pessoalmente, foquei em traduções quando estava em casa sem trabalhar e isso me permitiu “camuflar” no meu currículo o tempo em que fiquei desempregada. Os recrutadores nem sempre veem com bons olhos pessoas que possuem grandes “gaps” no CV.

O nosso currículo é um documento vivo no qual devemos refletir nossas conquistas, por menores que sejam.

Para quem tem um bom inglês e português/espanhol, existem certificações que você pode obter para se tornar tradutor da Corte da Califórnia. Você pode muito bem se preparar para essa certificação antes de se mudar e ganhará tempo e dinheiro. Todas as informações estão online: http://www.courts.ca.gov/programs-interpreters.htm

Existe também a possibilidade de se trabalhar como Agente Imobiliário. Você precisa obter uma certificação e estudar antes de se mudar de vez. Procure maiores informações pelo site: http://www.dre.ca.gov/

Mais uma dica que dou para muita gente é: o seu português será muito valorizado no exterior! Procure usá-lo quando estiver buscando por emprego.

Foque primeiro em: empresas que trabalham ou têm representação no Brasil, empresas que querem crescer e expandir para o Brasil, empresas que promovem a cultura brasileira no exterior, tal como Câmeras de Comércio ou Associações.

Os grupos sociais que você pode encontrar no Facebook são de grande valia. Antes de se mudar, procure se associar a esses grupos online. Você pode fazer isso do conforto de sua casa, no Brasil, para se inserir socialmente em San Francisco e arredores.

Ao chegar no Vale do Silício, é fundamental se unir aos brasileiros da área que já estão inseridos no mercado de trabalho local. Procure por essas pessoas pelo LinkedIn, por exemplo. Faça uma simples busca por pessoas da sua área de trabalho ou faculdade que moram no lugar onde você quer morar e comece uma conversa informal com eles. Pergunte conselhos e dicas. Não peça trabalho, mas mostre que você está aberto a novas oportunidades. Atualize o seu perfil de Linkedin e faça cartas de motivação/recomendação em inglês que você poderá usar ao aplicar para um emprego.

Se você não se encaixa em nenhum dos perfis que mencionei acima, monte o seu negócio! Afinal, estamos no Vale do Silício no mundo das “Startups”.

Crie, invente, faça um brigadeiro único, um pão de queijo sem glúten, uma consultoria para festas de crianças, abra uma creche que ofereça aulas de português ou uma consultoria em Recursos Humanos (como eu fiz!).

As dicas e possibilidades são infinitas e eu teria me preparado muito melhor para ser bem sucedida no Vale se eu tivesse lido um artigo desses antes de me mudar.

Boa sorte e se precisar de mais ajuda, entre em contato com International Career Advisors ou me adicione no Linkedin- Rebeca Gelencser.

rebecaRebeca iniciou sua carreira na ONU, formada em Relações Internacionais, se especializou em Recursos Humanos pela UC Berkeley. Ela já trabalhou e morou em todos os continentes e possui um vasto conhecimento do mercado de trabalho no Vale do Silício. Atualmente, mora na Suíça com o marido e filho.

 

The following two tabs change content below.

BRAVE - Brasileiras do Vale

Integrar a mulher brasileira imigrante e fortalecer a comunidade brasileira feminina no exterior.

Latest posts by BRAVE - Brasileiras do Vale (see all)

FB Comments

comments

2017-11-18T19:26:51+00:00

About the Author:

Integrar a mulher brasileira imigrante e fortalecer a comunidade brasileira feminina no exterior.

Leave A Comment