Loading...
Chegando no Vale 2017-11-07T16:02:47+00:00
Guia Chegando no Vale

O Guia Chegando no Vale vai ajudar você a conhecer e se adaptar mais rapidamente aos Estados Unidos e ao Vale do Silício. Ele contém informações básicas de como se preparar, o que esperar, como achar o que procura e sugestões de como se adaptar a essa nova realidade nos Estados Unidos. Sejam bem-vindas!

Chegando no Vale

A região da Bay Area, localizada no norte da Califórnia, consiste em nove condados (counties) que estão localizados em torno da cidade de San Francisco. São eles Alameda, Contra Costa, Marin, Napa, San Francisco, San Mateo, Santa Clara, Solano, and Sonoma. Cada um dos condados possuem um grupo de cidades. O Condado é uma demarcação territorial, política e administrativa dentro de cada estado nos EUA e oferece aos seus moradores serviços governamentais como educação, segurança e recreação.

Podemos ainda dividir a Bay Area por regiões. São elas, North Bay, East Bay, South Bay e Península.

O Vale do Silício teoricamente fica localizado no Sul da Bay Area, e é a casa das gigantes empresas globais de tecnologia como Facebook, Apple e Google e inúmeras startups. Hoje essas empresas não estão mais somente concentradas em South Bay, mas também pelas outras três regiões North Bay, East Bay e Península.

A princípio as seguintes cidades do condado de Santa Clara, eram as tradicionalmente consideradas como Vale do Silício:

Campbell, Cupertino, Gilroy, Los Altos, Los Altos Hills, Los Gatos, Milpitas, Monte Sereno, Morgan Hill, Mountain View, Palo Alto, San Jose, Santa Clara, Saratoga e Sunnyvale.

Posteriormente, outras cidades foram também incorporadas ao Vale depois que se tornaram base de companhias de tecnologia:

Belmont (San Mateo County), Burlingame (San Mateo County), East Palo Alto (San Mateo County), Emeryville (Alameda County), Foster City (San Mateo County), Fremont (Alameda County), Menlo Park (San Mateo County), Millbrae (San Mateo County), Newark (Alameda County), Oakland (Alameda County), Redwood City (San Mateo County), San Bruno (San Mateo County), San Carlos (San Mateo County), San Francisco (San Francisco County), San Mateo (San Mateo County), San Ramon (Contra Costa County), Santa Cruz (Santa Cruz County), Scotts Valley (Santa Cruz County), South San Francisco (San Mateo County) e Union City (Alameda County).

Onde Morar

Nossa sugestão é que você  tente morar perto de onde você e/ou seu parceiro trabalha. O trânsito na Bay Area é intenso, principalmente nos horários de picos. Isso vai evitar o cansaço e você (ou seu parceiro) terão mais tempo para aproveitar a família.

Considere também a qualidade das escolas se você tem filhos e pesquise também o preço das casas. Para mais informações visite para escolas http://school-ratings.com/ e para aluguel ou compra www.trulia.com ou www.craigslist.org.

Existem vários sites para você procurar apartamentos e casas na região de sua preferência, listamos alguns abaixo:

www.rentnet.com | www.craigslist.com | www.apartments.com | www.zillow.com | www.trullia.com

Há também sites com informações sobre a vizinhança e cidade que você quer viver: www.homefair.com e www.walkscore.com

Vale ressaltar, que para alugar apartamento, seu histórico de crédito também é levado em consideração. Por isso, aconselhamos que você dê preferência aos condomínios administrados por empresas. Assim será mais fácil conseguir um apartamento. Você provavelmente precisará de uma carta da empresa que você ou da pessoa que irá trabalhar no EUA com as informações sobre salário anual e contato da empresa.

Se tiver alguma dúvida, procure os agentes imobiliários listados na nossa lista de serviços.

Conheça um pouco mais sobre esse processo de alugar casas ou apartamentos.

Existem muitas lojas que você pode encontrar móveis e utensílios, como:

www.ikea.com
www.furniture.com
www.jcpenney.com
www.target.com
www.ethanallen.com
www.walmart.com
www.kmart.com
www.mattress.com
www.macys.com
www.sleppys.com
www.marshalls.com
www.tjmax.com
www.homegoods.com
www.peterandrews.com
www.mybobs.com
www.raymourflanigan.com
www.crateandbarrel.com
www.amazon.com
www.bedbathandbeyond.com
www.potterybarn.com
www.wayfair.com
www.overstock.com
www.houzz.com

Normalmente, quando você aluga ou compra imóvel, você recebe via correio vários cupons de desconto.. Caso isso não ocorra, vale sempre a pena procurar na internet.

Saúde – O que você precisa saber

Nos Estados Unidos não há um sistema de saúde gratuito. Então qualquer visita ao hospital é paga. Ter um plano de saúde acaba sendo essencial. Abaixo listamos algumas opções plano de saúde existentes na Califórnia.

As diferenças principais entre os tipos de cobertura são:

Necessidade de ter um Médico de Família (Primary Care Physician)
Necessidade de ter um encaminhamento para ver um especialista e exames
Cobertura de serviços e médicos fora da rede preferencial
Diferença de custos que você compartilha com o plano de saúde

Health Maintenance Organizations (HMOs)
HMO tem cobertura limitada a médicos e hospitais de sua rede. Se escolher algum médico fora da rede, você pagará 100% da conta. Membros do HMO normalmente têm um médico geral (o chamado Primary Care or Family Doctor) que presta cuidados básicos e rotineiros, e encaminhará (referral) para um especialista em casos necessários.

Exclusive Provider Organizations (EPOs)
Normalmente não há necessidade de ter um Médico Geral/Família e nem de encaminhamento para ver um especialista. Entretanto, você deve usar hospitais e médicos da rede. Médicos e hospitais fora da rede não serão cobertos.

Preferred Provider Organizations (PPOs)
Nesse plano você tem a opção de se consultar com médicos e hospitais tanto dentro (preferred/in-network) como fora da rede (out-of-network), entretanto com um custo extra comparado ao que fazem parte da rede.

Point-of-Service plans (POS)
Esse plano é uma mistura entre HMO e PPO. Mas para usar provedores fora da rede você precisará de encaminhamento do seu Médico de Família (Primary Care Provider).

High Deductible Health Plan (HDHP)

A principal vantagem do HDHP é a baixa mensalidade e alta franquia (deductible). Depois de 2013, as franquias mínimas dos HDHPs são de $1,250 por ano para cobertura individual e de $2,500 para família. Se você optar pelo HDhp, você pode usar uma conta de poupança saúde (health savings account) ou um contrato de reembolso de saúde (health reimbursement arrangement) para pagar por custos que você é responsável. Isto pode baixar seu montante de taxas federais.

Catastrophic Health Insurance Plan

Essa plano cobre benefícios essenciais de saúde, mas tem um alto valor de franquia. Ele provê um tipo de poupança em caso de acidentes ou doença graves. Normalmente não cobrem prescrições médicas ou vacinas. O prêmio desse plano pode ser menor que o dos planos tradicionais, mas as franquias são normalmente bem mais altas. Isso significa que você paga milhares de dólares antes do seguro começar a assumir os custos. No mercado, esse tipo de plano é oferecido apenas para pessoas abaixo de 30 anos e para alguns casos de pessoas de baixa renda que são isentos porque outro seguro é considerado inacessível ou porque eles receberam isenção (hardship exemptions). Depois que a franquia é atingida, o plano cobre os benefícios essenciais que o mercado oferece.

Kaiser permanente – www.kaiserpermanente.org

É um sistema fechado de médicos e hospitais, onde toda consulta tem que ser feita dentro da rede. A grande vantagem é que você normalmente consegue se consultar e fazer todos os exames em um só lugar, já que a estrutura Kaiser é sempre completa. A desvantagem é não poder escolher seus médicos, já que a consulta é feita com o médico disponível.

Algumas sugestões fornecidas por membros do grupo:

Seguro do próprio cartão de crédito – mas verifique antes se cobre somente o titular ou também acompanhante / dependente.
Alliazn Global Assistance
American Express – serviço do cartão internacional.
Assis-card.com.br
Banco do Brasil – Normalmente R$ 7,60 por mês. Válido por um ano e cobertura em qualquer viagem com uma apólice de $10.000.
Coris – br.coris.com
CVC turismo – “Ótima cobertura. Quando foi necessário, eles atenderam super rápido e teve muito bom atendimento”. (Relato de uma participante do grupo)
GTA – Global Benefit Group
Mondialwww.mondial-assistance.com
Porto Seguro
Travel Guard
TT Travel Brasil – www.tttravelbrasil.com
Vital Card
World Nomads www.worldnomads.com – ótimos valores de seguro viagem para turistas e aventureiro , disponível para residentes em mais de 150 países.

Documentos Necessários

Infelizmente tanto a carteira de habilitação do Brasil como a internacional só são válidas aqui por 2 meses. Por isso você tirar a carteira de motorista do estado da Califórnia o mais rápido possível.

O “detran” dos EUA se chama DMV (Department of Motor Vehicles). Em cada estado dos EUA a legislação é diferente. Por isso, você precisa pesquisar no site do DMV da Califórnia.

Acesse aqui o manual em português (vale ressaltar que ele é de 2015 – certifique-se que é a versão usada atualmente)
Os DMV’s são sempre muito cheios, então recomendamos que antes de ir a um, acesse o site para saber qual o DMV mais próximo e agendar sua visita.
Para obter a carteira de habilitação você precisará:

  • Original do formulário DL 44 (Eles te darão na hora para preencher);
  • O seu cartão com o número do SSN;
  • Pagar uma taxa de U$33;
  • Passar no exame de visão – O teste é feito na hora, você terá apenas que ler uma linha com algumas letras;
  • Passar no teste escrito com 36 questões, você poderá errar 6/36. Você tem três chances e após a terceira terá que pagar novamente a taxa de U$33. Eles tem a opção de teste em Português (Portugal). Para ajudar no teste, você pode baixar um aplicativo (app) “DMV NOW” que tem um simulado com as questões da prova. É exatamente o conteúdo da prova, porém em Inglês. O app não substitui o estudo do código de trânsito da Califórnia.

Passando no teste escrito, você terá uma carteira provisória e poderá dirigir, mas com alguém que tenha a habilitação permanente do EUA. Para você obter a sua carteira permanente você precisará fazer o teste de direção. Para marcar o teste prático é só ligar no 1-800-777-0133. Você terá três chances e após a terceira terá que pagar U$6 por cada adicional teste de direção feito.
E se você for H4 ou não tiver SSN, os documentos são:

  • Passaporte original e visto;
  • Cartão I-94;
  • Aprovação do H-4 (I-797);
  • Aprovação do H-1B (I-797) do seu marido;
  • Conta em seu nome com o endereço atual (leve uma ou duas);
  • Carta do SSN (Ineligibility letter). Vá a qualquer escritório do Social Security Office, mostre seu passaporte e solicite a carta que prova que você não pode ter SSN e o motivo.

Social Security Number (SSN), é o número de identificação pessoal, similar ao nosso CPF, composto por nove dígitos que serve para identificar todos os cidadãos norte-americanos, os residentes permanentes e temporários. Ele é tão importante quanto o nosso RG ou CPF, sendo assim os estudantes estrangeiros são instruídos a ter um também”

Para endereços próximo a você, verifique no site do Social Security Administration Office: www.ssa.gov

Sobre Finanças

Histórico de Crédito nos EUA é muito importante. Se você precisar comprar algo financiado não importa o quanto você ganha e sim o que você gasta, e se você paga em dia. Isso é algo bem demorado para conseguir, pois requer tempo e repetição dos pagamentos em dia.

Então a pergunta seria: como faço para ter um bom histórico de crédito?

Inicialmente, você não tem crédito algum, mas é possível utilizar o seu histórico do Brasil se o seu banco existir aqui no Estados Unidos. Cada banco tem a sua exigência. Por exemplo os cartões American Express são ótimos. Se você tiver no Brasil, você pode aplicar para um novo aqui, informando que já existe uma conta no Brasil e que você gostaria de aproveitar o seu histórico.

Se você não tiver American Express, a sua opção pode ser:

Aqui no Estados Unidos ter crédito é algo importante, e algo que você precisa “conquistar” o seu histórico positivo. Alguns bancos, como Chase e Citibank, oferecem um cartão de crédito pré pago que funciona da seguinte maneira: você deixa U$1000 na sua conta corrente e eles te dão um cartão de crédito com esse limite. Apesar do limite ser baixo, essa é uma aquisição importante para começar a construir o seu histórico de crédito.

Se você for comprar algo como carro, casa ou móveis, mesmo tendo dinheiro suficiente para comprar à vista, pague a maior parte do valor em dinheiro, mas abra uma linha de crédito/financiamento para pagar o restante. Seis meses é o suficiente para montar um crédito e você pode então, quitar a dívida.

Meios de Transporte

O principal transporte público no Vale do Silício é o VTA, composto por linhas de ônibus e pelo Ligth Rail, que é um sistema de metrô de superfície servindo San José e seus subúrbios. A rede é bem integrada. O VTA possui 62 estações de Light Rail em operação com três linhas distintas. Na estação Mountain View é possível fazer conexão com o Caltrain, que é uma rede de trens que vai muito mais distante que o VTA, indo até San Francisco. Cada viagem no Vale do Silício custa $2 doláres e se for utilizar o Caltrain o valor varia de acordo com a distância percorrida.

Se você planeja utilizar o transporte público com frequência, uma ótima opção é adquirir o cartão pré-pago Clipper pela sua praticidade. Esse cartão pode ser adquirido pela internet ou na rede de farmácias Walgreens. Pode se colocar qualquer valor como crédito, e ele é aceito no BART, VTA, Caltrain, e San Francisco Bay Ferry.

Caso você não tenha o Clipper, esteja sempre com o dinheiro trocado para pegar o ônibus – a máquina não devolve troco.

Antes de usar o Light Rail e o Caltrain é necessário comprar o ticket em máquinas espalhadas por todas as estações. Nunca embarque sem ter o ticket em mãos, pois há fiscais nos trens e cobrança de multa.

É importante planejar sua viagem com antecedência, pois os horários dos ônibus podem variar de 30 a 45 minutos. O Ligth Rail tem viagens a cada 15 minutos e o Caltrain tem viagens de hora em hora. O Google Maps é um bom aliado no planejamento de rotas pois ele apresenta as linhas e os horários da rota estabelecida.

Segue abaixo alguns sites úteis para obter maiores informações sobre o transporte público do Vale do Silício e San Francisco:

Basicamente, aqui nos EUA, você consegue comprar um carro usado por aproximadamente U$5mil a U$10mil. Você pode verificar através dos seguintes sites:

www.yahooautos.com | www.cars.com | www.edmunds.com

Caso você prefira comprar um carro novo, existem muitas opções de financiamento. O financiamento será um pouco díficil, uma vez que você ainda não tem um bom histórico de crédito. Há grandes chances de você conseguir, mas com uma taxa alta. Financiar o carro conta pontos para seu histórico. Então essa é uma boa alternativa pensando no longo prazo.

No EUA é impossível comprar carro e não fazer um seguro. O preço funciona mais ou menos como no Brasil, e depende da sua idade e a cada ano melhora/piora dependendo como foi o seu uso. Por exemplo, se você recebe uma multa por velocidade há uma grande possibilidade do seu seguro ser mais caro na renovação. Você pode fazer algumas estimativas de preços e cotações nos seguintes sites:

www.amica.com | www.geico.com | www.allstate.com | www.statefarm.com

Educação para você e seus filhos

Nos EUA você pode ter acesso tanto à escolas particulares, quanto privadas. Previamente, antes do ensino superior, o sistema educacional na América se divide em Primário e Secundário (Primary and Secondary), no total de 12 anos.

Nos primeiros anos de vida, a criança pode já iniciar a vida escolar aos 2 anos, no que é chamado de Preeschool. Seguido do Pre-Kindergarden, que segue em torno dos 4 aos 5 anos e finalmente chega ao Kindergaden, aos 5 anos de idade. A partir do alfabetização, ou Kindergarden, a família já poderá contar com escolas públicas para a educação da criança, para isso ela deve procurar as escolas que estão dentro do seu distrito escolar, na região que ela reside.

Em torno dos 6 anos, a criança inicia o Primary School, o também conhecido como Elementary School. Lá ficam por volta de 5 ou 6 anos, quando passam para o Secundary School. O Secondary School consiste em dois programas: o primeiro é o Middle School (ou Junior High School) e o segundo o High School. Após a graduação os estudantes poderão iniciar o nível superior em Colleges ou Universidades.

First Level: Undergraduate
O undergraduate degree é normalmente a sua primeira graduação na universidade, seja ela Associate ou Bachelor’s degree.
Associate – programas de 2 anos que prepara o estudante para uma carreira ou para transferência ao Bachelor’s.
Bachelor – Programa de 4 ou mais anos disponíveis em colleges e universidades que se aprofundam mais no estudo de especialidades (majors)

Second Level: Graduate in Pursuit of a Master’s degree or Doctor’s degree
Programas de graduação, são degrees mais avançados, realizados depois que você completa o bachelor’s degree. Exemplos são Masters of Arts (M.A) e Master of Sciences (M.S) – o que conhecemos como Mestrado. O Doutorado (por exemplo Ph.D) exige mais 4+ anos de estudo.

O que fazer em situações especiais

Brasileiros são privilegiados em não conhecer terremoto (por enquanto). Terremotos não são tão comuns assim na Califórnia, mas a região é conhecida por passar por esse problema de vez em quando. Como nunca sabemos quando um terremoto vai acontecer, o melhor a fazer é estar preparado:

  1. Comprar um “kit de sobrevivência”: parece meio trágico, mas não é útil só para terremotos. Normalmente um kit de sobrevivência contém itens como: água purificada, purificador de água, lanterna, fósforos, papel higiênico e capa de chuva. Você também pode fazer seu próprio kit.
  2. Deixar um pouco de dinheiro trocado em algum lugar da casa é uma ótima dica. Em uma situação como essa você não vai querer ficar procurando um caixa eletrônico.
  3. Evitar quadros pesados na parede principalmente onde as camas ficam encostadas. Existem outras alternativas para decorar a parede, com posters, varal de fotos, adesivos de parede e etc. Todas essas opções farão menos estrago caso caiam em cima de alguém.
  4. Manter os documentos em um lugar protegido de água ou fogo. Se possível em algum móvel mais resistente ou um cofre que não será danificado caso haja algum imprevisto.
  5. Se você costuma acampar, uma idéia boa é deixar seu kit de emergência perto do seu equipamento de acampamento, já que tudo que você usa para acampar pode ser útil em casos de terremotos mais graves.
  6. Informe qual o ponto de encontro determinado pelo departamento responsável mais perto da sua casa.
  7. Aprender e ensinar todos na sua casa sobre o que fazer no caso de um terremoto:
    – Abaixe-se, fique de joelhos e cotovelos no chão com as mãos protegendo a cabeça e o pescoço. Essa posição evitará que você caia.
    – Procure ficar embaixo de uma mesa ou outro objeto mais resistente para se proteger.
    – Espere até o tremor passar, mas se precisar se mover, tente fazer isso levando junto a mesa ou o que for que você estiver usando para se proteger.
    – Evite ficar próxima das paredes internas da casa. Geralmente as paredes externas são mais resistentes. Se estiver dentro fique dentro, se estiver fora fique fora, para evitar essa área de risco. Se estiver dentro do carro, permaneça dentro do carro.
    – Se estiver dormindo use o travesseiro para proteger a cabeça. Tenha cuidado se for sair da cama, pode haver vidro quebrado no chão.
    – Se estiver fora de casa evite ficar perto de postes, árvores ou carros.
    – Se estiver presa em algum lugar, proteja sua boca olhos e nariz da poeira.
    – Não use o elevador.

Esperamos que a gente nunca passe por isso. Mas é bom estar prevenida.

Se um policial parar você, não existe motivo para pânico. Isso normalmente acontece por diferentes razões, como por exemplo velocidade acima do permitido, avançar o sinal vermelho, não usar o cinto de segurança ou apenas para verificar o registro do carro. Se isso acontecer, fique calma e não saia do carro. O Policial virá até você, mostrará o registro dele e te dirá o motivo pelo qual te parou. Apenas siga as instruções dadas e apresente o registro do carro junto com o seguro e sua carteira de motorista.

Uma dica importante: STOP é aqui é parar mesmo. E não dar setas para virar esquerda ou direita, ou para trocar de faixa, são motivos de uma parada policial.

Às vezes na vontade de ajudar, os esforços são repetitivos e acabam não sendo efetivos. A situação é grave e a ajuda é essencial. Numa tragédia, no entanto, é preciso apoiar as organizações que já estão coordenando os esforços de socorro, como por exemplo a Cruz Vermelha / Red Cross.

Essas organizações normalmente solicitam contribuição FINANCEIRA, pois é o modo mais efetivo para ajuda.

Doações não necessárias ou feitas de modo não coordenado com as organizações responsáveis pelo socorro, ao invés de ajudar, PODEM ATRAPALHAR a ação. E é a doação financeira que permite que as organizações assegurem rapidamente o que é realmente necessário às vítimas.

No caso de doações de bens, eles alertam que ROUPAS NÃO SÃO NECESSÁRIAS. As necessidades no momento da tragédia são quase sempre mais imediatas. Algumas dicas dessas organizações são:

– Coordene com uma organização já trabalhando na área afetada para saber O QUE é necessário, QUANTO é preciso, e QUANDO é necessário.

– Planeje como levar os itens à área afetada e identifique quem vai receber os itens e como eles serão usados ou distribuídos.

– É importante lembrar que itens não necessários (roupas, itens de casa, ou alimentos perecíveis) requerem ajuda voluntária para distribuição e toda essa ajuda pode estar sendo focada em salvar vidas. PREFIRA DOAÇÃO FINANCEIRA! Você estará ajudando muito mais!!

Entenda o porquê: Entrevista “Boas Intenções. Quando a ajuda traz tudo, menos ajuda”

Voltar ao Top

Registre-se e receba as últimas notícias do BRAVE !

Assine nossa newsletter