Desde o início da quarentena, uma grande corrente do bem tem movimentado as redes sociais do BRAVE. Nossa comunidade tem mostrado sua força durante esse período de mudanças apoiando e divulgando o trabalho das empreendedoras do grupo, facilitando uma corrente de ajuda entre quem precisa e quem tem, organizando as notícias relacionadas ao Coronavírus, além de algumas dicas de coisas criativas e produtivas para fazer na quarentena… As iniciativas são muitas e estamos muito felizes em ver isso.

A Delvira, uma microempreendedora que já teve sua história contada aqui, deu um show de positividade no nosso grupo. Nesses tempos difíceis, onde muita gente perdeu o emprego ou teve mais que a metade de sua renda reduzida, Delvira nos mostrou que não podemos desistir e falou sobre a importância de apoiar os pequenos negócios.

Primeiramente gostaria de agradecer a todos que tem feito pedidos, mantido uma frequência de compras nos pequenos negócios da região onde vivem. Eu tenho um pequeno negócio de comida, o Brazilian Bread, uma cafeteria e também serviço de catering. Com a epidemia do Covid-19 pudemos ficar abertos mas com restrições de vendas somente para entrega. E quando a epidemia chegou me deparei com dois lados: fechar o estabelecimento e aguardar as coisas voltarem ao normal ou ajudar a economia desse país a não desabar. Como boa brasileira: eu nunca desisto! Encarei a segunda opção, e tenho tentado com unhas e dentes a manter o nosso pequeno café aberto para servir a nossa vizinhança e comunidade. Estamos tentado de tudo um pouco, reinventando modos de vendas, aplicativos de entregas e o que a nós for solicitado. 

Os dias são longos, o número de pedidos caíram drasticamente e pensamos não iríamos conseguir, estamos pagando para mantermos o estabelecimento aberto, mas se desistirmos vai ser mais difícil ainda o retorno, com uma economia em baixa, além de todos os problemas e dores causadas por esse Covid-19 ainda iremos encarar uma recessão econômica sofrida. Nosso time de colaboradores têm famílias, bebês, idosos e animais de estimação que dependem do nosso trabalho, e por eles brigamos e enfrentamos tudo. Estávamos no meio de uma reforma em nosso café em Berkeley e já quase abrindo nosso outro endereço em San Rafael, mas tudo tem seu tempo de acontecer. 

Na primeira semana de recolhimento eu confesso a vocês que pensei: “isso não vai funcionar”. Como continuamos nas ruas, trabalhando com entregas, compras, ainda se via muita gente levando a quarentena como uma colônia de férias, o primeiro fim de semana foi um desastre! Mas eu estou muito muito feliz porque tenho observado menos e menos pessoas nas ruas, todo mundo tentando fazer sua parte, se recolhendo mais cedo, encontro somente pessoas que são trabalhadores da indústria de primeira necessidade agora com todas as devidas precauções de uso de máscaras, luvas, limpeza triplicadas das mãos e higiene, por isso acho que vai funcionar sim.

Para vocês que já estão desanimados, cansados de ficar em casa, por favor ajude a epidemia passar, fiquem só mais um pouquinho, logo estaremos orgulhosos de tirar o estado da Califórnia dessa zona de risco, e além de sair do risco da doença vamos conseguir rapidamente ter de volta nossa rotina, nossos trabalhos, nossos amigos e familiares ao redor. 

Por favor não desistam! Eu continuo agradecendo a todos que pedem nosso produtos diretamente conosco ou pelo Good Eggs.

Outras iniciativas também surgiram no grupo, pessoas doando alimentos, serviços e produzindo máscaras.

Conte para gente o que mais de positivo você viu na sua comunidade, mande um email para o info@bravewn.com e iremos adicionar nesse post!

The following two tabs change content below.

Érica Almeida

Nutricionista formada em São Paulo veio para os EUA para estudar. Hoje cuida de dois seres humanos e se aventura com eles na cozinha. Editora por acaso, ama escrever, ler e corrigir textos. Super curiosa e adora novas histórias!