Update: 22/07/2020

Essa é a Parte II da lista de recursos que ajudam a entender os atuais conflitos no Brasil e nos Estados Unidos. O conteúdo abaixo está em Português, para recursos referentes aos EUA (em inglês), confira a Parte I:

1. Eduque-se e se informe:

  • Instituições que trabalham com educação para questões de racismo:

Comunidade Empodera*: plataforma de oportunidades profissionais e educação gratuita para desenvolvimento de carreira, que conecta e prepara jovens universitários e recém formados de diferentes classes sociais, raças, gêneros, orientações sexuais e com necessidades especiais para que ingressem e se desenvolvam em grandes organizações.

Educafro*:  tem a missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários/as nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional, em forma de mutirão.

Faculdade Zumbi dos Palmares*: instituição de ensino superior privado.

Fundo Baobá para Equidade Racial:  primeiro e único fundo dedicado, exclusivamente, para a promoção da equidade racial para a população negra no Brasil.

  • Instituições que trabalham pela inclusão e diversidade no mercado de trabalho:

Movimento Black Money*: Hub de inovação para inserção e autonomia da comunidade negra na era digital junto a transformação do ecossistema empreendedor negro,com foco em comunicação, educação e geração de negócios pretos.

Instituto Identidades do Brasil (IDBR)*: organização sem fins lucrativos, pioneira no Brasil e 100% comprometida com a aceleração da promoção da igualdade racial. 

Feira Preta*: plataforma de consultoria, serviços e soluções pretas

Pluraliza*: empresa que atua no desenvolvimento e gestão de projetos e estratégias para a inclusão e promoção da diversidade no mercado de trabalho.

Diáspora Black*: startup de impacto social focada na valorização da cultura negra e promoção da igualdade racial.

*Indicações de Lara Barreto (Vetor Brasil) em bate-papo virtual com a comunidade BRAVE.

  • Vídeos

Oportunidades Geram Oportunidades | Giovani Rocha | TEDxBlumenau

Racismo é um mecanismo complexo, que cria vulnerabilidade e poder, por Silvio de Almeida

Feminismo negro e a política do empoderamento – Visita da Dra. Patricia Hill Collins ao Brasil

  • Artigos

‘Vidas negras importam: há pouco clamor’, diz professor da UFMG

Conheça 7 intelectuais que nos ajudam a entender o racismo no Brasil

Conheça a história do movimento negro no Brasil

  • Livros

Pequeno Manual Antirracista – Djamila Ribeiro

Racismo, Sexismo e Desigualdade no Brasil – Sueli Carneiro

O que é Racismo Estrutural – Silvio de Almeida

Rediscutindo Mestiçagem no Brasil – Kabenguele Munanga

O Genocídio do negro brasileiro: Processo de um Racismo Mascarado – Abdias Nascimento

Pensamento Feminista Negro – Patricia Hill Collins

Racismo e Antirracismo no Brasil – Antonio Sergio Guimarães

  • Livros Infantis

Bola Vermelha – Vanina Starkoff

Meu Crespo é de Rainha – Bell Hooks

Amoras – Emicida

A vida não me assusta – Maya Angelou

Foi Ele que Escreveu a Ventania – Rosana Rios

João Felizardo. O Rei dos Negocios – Angela Lago

2. Diversifique suas referências e fontes de informação:

Durante nosso bate-papo virtual, a Lara Barreto (Vetor Brasil) indicou influenciadores e pensadores negros para seguir nas redes sociais:

3. Se puder, doe:

O Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) é uma organização sem fins lucrativos, pioneira no Brasil e 100% comprometida com a aceleração da promoção da igualdade racial. A partir da Campanha Sim à Igualdade Racial desenvolvemos ações em diferentes formatos para conscientizar e engajar organizações e a sociedade. Buscamos reduzir a desigualdade racial no mercado de trabalho, como indica o objeto 10 da agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Criola é uma organização da sociedade civil com mais de 25 anos de trajetória na defesa e promoção dos direitos das mulheres negras. Fundada em 1992, a organização atua na construção de uma sociedade onde os valores de justiça, equidade, solidariedade são fundamentais. Durante quase três décadas, a Criola reafirma que a ação transformadora das mulheres negras é essencial para o bem viver de toda a sociedade brasileira.

4. Se você tem cidadania brasileira, mantenha seu título de eleito atualizado e vote: Consulado Geral do Brasil